Aumentado a memoria interna com link2sd

Dados - X

Aumentado a memoria com link2sd

Trago uma novidade e um tutorial para aproveitá-la. Agora o Link2SD, juntamente com a funcionalidade Plus, oferece a maravilhosa opção de linkar os dados (data) dos aplicativos para o cartão SD!

 

Mas o que é linkar? É mover um arquivo para outro local e criar uma ligação, ou seja, um link para ele sem qualquer alteração no sistema ou dano na estrutura de diretórios do Android.

 

Anteriormente o Link2SD oferecia a opção de linkar para o cartão SD somente o Apk (executável), o Dex (dalvik-cache) e o Lib (bibliotecas) dos aplicativos, que já ocupam um bom espaço na memória interna do aparelho. Agora é possível linkar também os dados (data) dos arquivos, que na minha opinião é o must-have para um acesso legal aos aplicativos e memória interna mais folgada.

 

E o que é preciso para fazer isso? Anote a receita: um computador, um leitor/adaptador de cartões SD, o cartão SD que você utiliza em seu smartphone e o dito-cujo, devidamente rooteado.

 

(só para constar, tudo foi devidamente testado – e continua sendo utilizado – no meu Motorola Razr D3 com cartão SD SanDisk de 32GB classe 4)

 

 

MÃOS À OBRA!

 

1. Primeiramente instale em seu computador o MiniTool Partition Wizard. É com ele que criaremos uma partição ext2 no cartão SD, que é onde ficarão os arquivos linkados dos aplicativos.

 

Ponto positivo para o MiniTool: não há a necessidade de formatar o cartão SD para criar uma nova partição! É necessário apenas, obviamente, ter espaço livre o suficiente para o tamanho desejado da nova partição. Mas por precaução, se achar melhor, faça um backup das coisas que estiverem no cartão SD. Já fiz este procedimento algumas vezes e em nenhuma delas houve perda dos dados, todas as coisas em meu cartão SD permaneceram intactas.

 

2. Remova com segurança o cartão SD do smartphone. Introduza-o no leitor/adaptador de cartões, espete-o no computador e aguarde até que seja reconhecido.

 

3. Abra o MiniTool Partition Wizard. A tela principal do aplicativo é esta.

 

img1

 

 

4. Localize o drive correspondente ao cartão SD; no meu caso, H:.

 

5. Clique com o botão direito (ou esquerdo se você for canhoto, sei lá…) sobre o drive correspondente ao cartão SD e selecione Move/Resize.

 

img2

 

 

6. Desmarque a caixa Use Enhancing Data Protecting Mode e ajuste o tamanho desejado da partição. No caso, criei uma partição de 1GB (1024MB), que julgo mais do que suficiente para a quantidade de aplicativos que utilizo (no momento quase 80).

 

img3

 

 

7. O esboço da partição, ou seja, o espaço não alocado no cartão SD aparecerá em cinza e ainda sem letra de drive definida, ou seja, *:.

 

img4

 

 

8. Botão direito no *: e Create.

 

img5

 

 

9. Yes, sir!

 

img6

 

 

10. Em Create As, selecione Primary e em File System, selecione Ext2.

 

img7

 

 

11. Ali em cima, clique em Apply Changes.

 

img8

 

 

12. Yes, sir!

 

img9

 

 

13. Aguarde o processo terminar. Quanto maior o tamanho da partição, mais tempo levará.

 

img10

 

 

14. Ao término do processo, OK, sir!

 

img11

 

 

15. Prontinho, sua partição ext2 já está criada, formatada e prontinha para o Link2SD usar.

 

img12

 

 

Agora vem a segunda parte do show.

 

16. Remova com segurança o leitor/adaptador de cartão SD do computador, retire o cartão SD e insira-o no smartphone.

 

17. Instale o Link2SD Plus esse app é pago, mas você pode pesquisar e baixar a versão crakeada

 

18. Inicie o Link2SD. Se aparecer uma mensagem do seu aplicativo root (SuperUser ou SuperSU), conceda as permissões de acesso. Uma tela surgirá solicitando o sistema de arquivos de sua segunda partição. Selecione ext2.

 

Image1

 

 

19. O aplicativo retornará uma mensagem de sucesso e pedirá para reiniciar o sistema. Confirme a operação.

 

Image3

 

 

20. Após reiniciar, vá ao Link2SD e… pronto! Faça a festa e mande pro cartão SD o que bem entender. Basta tocar em um aplicativo e selecionar a opção desejada.

 

 

NA PRÁTICA!

 

Vamos utilizar o Skype como exemplo. É perfeito para demonstração: aplicativo de tamanho elevado e que armazena uma quantidade significativa de dados na memória interna.

 

Image6

 

 

Tocando em Criar link, temos várias opções. Podemos linkar todos os dados identificados acima e dar uma boa aliviada na memória interna do aparelho. No entanto, por experiência própria, digo que linkar executáveis (Apk) e dalvik-cache (Dex) deixa o acesso aos aplicativos muito mais lento. Meu cartão SD é um classe 4, não sei se ocorreria o mesmo com um classe 10.

 

Image7

 

 

Para a minha necessidade foi suficiente linkar apenas as bibliotecas (Lib) e os dados internos dos aplicativos. Fiz isso com todos os meus aplicativos de usuário. O acesso a eles não perdeu a fluidez e minha memória interna nunca mais ficou sobrecarregada.

 

Image9