Como saber se o seu HD está indo pro pau

Dados - X

o há como negar que o computador realmente facilitou nossas vidas. Ele é nossa fonte de informação, de entretenimento, de interação e de comunicação.

Bom, pelo menos podemos dizer isso quando nossa máquina está bem. Agora, se o PC resolve pifar, não há quem consiga ficar de bem com a vida e não perder as estribeiras.

O pior é que há inúmeras possibilidades quanto ao mau funcionamento do computador. A combinação de software e hardware nem sempre é amigável e identificar possíveis problemas pode ser uma tarefa árdua.

Entretanto, há um componente em específico que quando começa a falhar deixa muita gente preocupada. É claro que estamos falando do disco rígido. Este item tem papel fundamental para a operação geral do sistema, porém seu conteúdo é algo vital para os usuários.

É no HD que você guarda fotos (da festa que ficaram ótimas), vídeos, músicas, documentos, trabalhos, jogos e outros tantos arquivos que são de suma importância para sua vida pessoal. Assim, não há como não ficar de cabelo em pé ao perceber que o drive está “dando pau”.

Pensando nesta problemática, nós resolvemos bolar um artigo com alguns passos básicos para você identificar o atual estado de saúde do seu disco rígido e saber, de antemão, algumas atividades que podem prevenir danos ainda maiores.

Arquivos não abrem

  • Preocupação: Baixa
  • Estado do HD: Aparentemente normal
  • Dica: Faça um backup o mais breve possível

Detectar problemas no disco rígido não é tarefa fácil, até porque muita gente acaba confundindo alguns erros com ações comuns presenciadas na atuação de alguns vírus. Um possível indicativo de que seu disco está com alguma falha são erros recorrentes na abertura de arquivos.

Pode acontecer com um documento de texto, com uma música ou até mesmo com um vídeo. Quando um disco apresenta problemas desse tipo, ele nem sempre corrompe um único tipo de arquivo, tampouco itens de uma mesma pasta.

Tais problemas podem aparecer por alguma falha do sistema, descuido no manuseio da peça (isso pode acontecer principalmente em notebooks, quando, ao transportar, pequenos riscos podem surgir na superfície do disco) ou por defeitos decorrentes do uso prolongado do componente (um HD muito velho tem propensões maiores a esse tipo de falha).

Nesse tipo de situação, um simples backup dos seus arquivos pessoais (dê preferência ao que é mais importante primeiro) deve ser suficiente para evitar futuras dores de cabeça. Obviamente, após salvar os itens mais preciosos, vale fazer uma cópia de todo o conteúdo.

Após efetuar o backup, vale fazer uma varredura com o antivírus. Caso os problemas persistam, talvez uma formatação resolva as falhas. Em último caso, uma troca breve do componente pode ser interessante.

Esses blocos são ruins

  • Preocupação: Moderada
  • Estado do HD: Aparentemente normal
  • Dica: Faça um backup brevemente e troque o HD

Acima citamos alguns dos possíveis problemas mais comuns nos discos, mas a verdade é que os grandes inimigos no funcionamento do HD são os bad blocks (ou bad clusters, como preferir).

Ainda que esse tipo de falha se dê na parte física, às vezes, pode demorar até que você consiga identificar esse tipo de problema, isso porque nem sempre o dispositivo apresenta ruídos em seu funcionamento.

É importante salientar que por se tratar de uma falha na peça (não se trata de software ou arquivos corrompidos), você não pode corrigi-la com programas — ainda que alguns como o HDD Regenerator (também presente no Hiren’s Boot) possam amenizar a situação e talvez garantir a realização de um backup.

A detecção, contudo, dos bad blocks pode ser feito com a utilização de alguns programas. O aplicativo HDD Scan, que é totalmente grauito, traz algumas ferramentas para esse tipo de verificação, mas outros softwares podem auxiliá-lo nesse sentido.

Ao detectar que o HD está com bad blocks, a única solução é trocar o componente. Novamente: por se tratar de uma falha física, não há software que possa corrigir tal problema. Obviamente, você pode fazer um backup antes de trocar seu disco e tentar salvar tudo que ainda está legível.

Lentidão, tela congelando e tela azul

  • Preocupação: Moderada
  • Estado do HD: Ruídos, erros e temperatura elevada
  • Dica: Faça um backup o mais breve possível.

Se o seu computador está apresentando muitos erros frequentes, como travamento, tela congelada (que só libera após alguns segundos), tela azul da morte e outros, há grandes probabilidades que o disco rígido esteja com problemas graves.

As falhas podem ser por conta de setores defeituosos, blocos danificados, falhas no sistema, ações de vírus ou outras tantas que podem prejudicar o funcionamento do componente. Nós já comentamos acima sobre todos esses problemas, então a solução é a mesma: fazer backup.

Claro, antes de qualquer coisa, faça uma verificação com um aplicativo especializado (pode ser o próprio HDD Scan ou outro de sua preferência) para ter certeza que não se trata de blocos com problemas, pois, conforme comentamos, este problema físico não tem como ser reparado.

Sons bizarros

  • Preocupação: Extrema
  • Estado do HD: Ruídos e demora em realizar algumas atividades
  • Dica: Faça um backup o mais breve possível e troque o componente

Há situações em que problemas físicos começam a afetar o desempenho do HD. Em alguns casos, defeitos em alguns componentes podem até mesmo provocar barulhos esquisitos. Quando a agulha está fora de posição ou se o motor do disco esteja emperrando, por exemplo, você notará claramente que existe uma deficiência no dispositivo.

Nesses casos, a possibilidade de o disco rígido “morrer” em breve é grande, então você precisa salvar os dados o quanto antes, pois uma falha na agulha, caso seja este o problema, pode agravar a situação cada vez mais e causar ainda mais danos.

Caso você não consiga salvar os dados, um especialista com equipamentos apropriados talvez consiga salvar os arquivos. No fim das contas, a troca do HD será inevitável, pois não compensa trocar a agulha e não há como trocar os discos.

Falha ao reconhecer o disco rígido

  • Preocupação: Extrema
  • Estado do HD: Ruídos, erros e temperatura elevada
  • Dica: faça algumas verificações, procure um especialista e troque o componente

Em situações que o HD apresenta problema de identificação logo no boot da máquina, o prejuízo deve ser muito maior do que você imagina. Contudo, não precisa se descabelar ainda, pois é necessário fazer algumas verificações prévias.

Antes, vale conferir se não se trata de um problema de cabo (teste com outro), conexão na placa-mãe (mude de conexão o cabo) ou da própria placa-mãe (experimente usar o HD em outro computador).

Feito tudo isso e notando constantes problemas na identificação da peça, você possivelmente deverá procurar um especialista para tentar salvar os dados. Neste caso, somente a troca do disco poderá garantir o funcionamento habitual da máquina.

Mantenha seu HD sempre em bom estado

Para finalizar, gostaríamos de deixar aquelas dicas básicas de sempre, para que você sempre mantenha seu computador operando adequadamente. É importante remover a poeira, conferir se os cabos não estão com defeitos, verificar se o HD está bem encaixado e na posição correta, sempre usar um bom antivírus, efetuar varreduras de rotina e tomar cuidado na hora de deslocar o computador de um lugar para outro.

Tenha em mente que o disco rígido tem um tempo de vida útil e falhas são comuns após longos períodos de utilização. Se você mantém a máquina ligada o dia todo e faz uso de programas que sobrecarregam o HD, tenha a certeza de que seu disco está propenso a erros com maior frequência.

Enfim, ter bom senso na utilização, manter a ordem na bagunça e ser precavido (salvando arquivos importantes na nuvem e em pendrives) também podem ajudar. Você tem outras dicas? Utiliza algum software especial que acha válido recomendar? Compartilhe seu conhecimento com os demais leitores.