SATA Express: entenda esse novo conector que está sendo usado nos PCs

Dados - X

SATA Express: entenda esse novo conector que está sendo usado nos PCs (Fonte da imagem: Reprodução/TechPowerup)

 

Se você é familiarizado com PCs, certamente já ouvir falar de uma porta de conexão SATA e de slots PCI Express. A primeira é comumente utilizada para a conexão de dispositivos de armazenamento, o que inclui HDs e SSDs, além de unidades ópticas, como CD, DVD e Blu-ray, e a segunda é geralmente empregada na conexão de dispositivos de expansão, como placas de vídeo, rede, som, entre outras.

Mas e a conexão SATA Express? Você já ouviu falar? Essa nova interface é justamente a união dos dois padrões anteriores, ou seja, SATA+PCI Express. O principal objetivo desse sistema é aproveitar a integração de componentes já existentes para aumentar a velocidade de transmissão das unidades de armazenamento.

Mas e por que utilizar a porta PCI Express em vez de simplesmente trabalhar na evolução natural da porta SATA, o SATA IV? Simples: isso consumiria muito tempo e exigiria muitas mudanças no padrão, resultando em um conector que acabaria consumindo muita energia e teria uma velocidade máxima de 1,2 GB por segundo (SATA1200).

Por outro lado, o PCI Express já é largamente utilizado e oferece uma velocidade de transmissão de até 1 GB por segundo (por pista) em sua versão 3.0. Como a arquitetura permite o agrupamento de pistas para aumentar o desempenho, é relativamente fácil aumentar a banda de dados do PCI Express. No caso do SATA Express é possível agrupar até dois canais, o que resulta em uma transmissão nominal de 2 GB/s bidirecionalmente.

 

Mas e qual a necessidade de tanta velocidade? Se por um lado os HDs tradicionais e os SSDs de entrada ainda não aproveitam 100% da banda de transferência das portas SATA III, os SSDs já estão atingindo o limite que, em teoria, é de 600 MB/s, mas que na prática fica na casa dos 550 MB/s. Esse gargalo já está limitando o desempenho de alguns sistemas e obrigando alguns usuários a investir em sistemas de armazenamento PCI Express.

Sistema de armazenamento PCI Express

Utilizar a porta PCI Express para conectar unidades de armazenamento não é exatamente uma novidade. Há um bom tempo já existem as placas SSDs, que são conectadas no slot PCI Express.

SATA Express: entenda esse novo conector que está sendo usado nos PCsSSD PCI Express (Fonte da imagem: Reprodução/OCZ)

Esse tipo de equipamento apresenta um bom desempenho, mas exige a instalação de uma placa de expansão no gabinete, algo que nem sempre é possível, algumas vezes pelo espaço físico ou simplesmente pela inexistência de uma porta PCI Express livre na placa-mãe.

Interface antiga, novo conector

Apesar de o SATA Express parecer uma nova conexão, ela não é exatamente nova. Como falamos anteriormente, a arquitetura utilizada será a PCI Express que já existe. Contudo, o conector deve ser diferente, como se fosse uma mistura das duas interfaces. A vantagem é que ele é retrocompatível, ou seja, pode ser utilizado tanto para a conexão de dispositivos SATA tradicionais quanto para os novos equipamentos.

SATA Express: entenda esse novo conector que está sendo usado nos PCs (Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)

O conector SATA Express é composto por duas portas SATA tradicionais e mais um conector de 4 pinos. Nele é possível conectar um cabo que leva até uma unidade de armazenamento SATA Express ou duas unidades SATA tradicionais.

Servidores

O SATA Express também deve chegar ao mercado de servidores, contudo, a interface de conexão deve ser um pouco diferente daquela apresentada nos desktops tradicionais.

Laptops, notebooks e ultrabooks

Um novo conector resolve os problemas dos desktops, mas e quanto aos computadores portáteis? A maioria desses equipamentos é tão compacta hoje em dia que o único periférico que eles utilizam são os SSDs mSATA, já que esses equipamentos medem cerca de 50 x 30 x 4 mm. A vantagem deles é o tamanho, mas eles também estão sujeitos à largura de banda da interface SATA, ou seja, 600 MB/s.

SATA Express: entenda esse novo conector que está sendo usado nos PCsUnidade mSATA Kingston (Fonte da imagem: Reprodução/Kingston)

Para resolver esse problema, um novo tipo de conector também está sendo desenvolvido. Esse novo conector deve seguir os mesmos parâmetros de sua contraparte desktop, com a vantagem de ser extremamente compacto. Essa porta tem a facilidade de ser compatível tanto com SSDs quanto com placas de expansão PCI Express, como controladores WiFi, por exemplo.

Quando isso chega ao mercado?

Diversos fabricantes já estão trabalhando no desenvolvimento de placas-mãe com a nova interface de comunicação, e a ASUS é uma delas. A companhia demonstrou algumas placas com a interface durante a CES 2014, mas não apresentou data de lançamento.

Entretanto, é possível que esses equipamentos comecem a chegar ao mercado tão logo dispositivos (leia-se SSDs) comecem a surgir. E isso não deve demorar, uma vez que os SSDs de alto desempenho já atingiram o limite das portas SATA tradicionais e precisam de mais espaço para continuar crescendo.

Fonte:TecMundo.